Promessa de II Crônicas 7.14

Compartilhando um pouco do que o Senhor tem feito na vida espiritual daqueles que O adoram na Igreja Mundial Templo da Fé.

Ontem, eu fui ao que chamo de Intercessão pela primeira vez. Um grupo de pessoas, que livremente vão até a Igreja, com a consciência de que estão lá para um propósito: orar e buscar a vontade de Deus. Cerca de 10 pessoas se reuniram naquela noite de sábado, e com as mãos dadas, louvando ao Senhor iniciaram aquela reunião tão importante. Eu era uma delas. Oramos juntos e depois nos posicionamos na igreja. Algo que percebo enquanto escrevo essas linhas, foi que cada um teve um posicionamento geográfico profético. O pastor e um diácono ficaram no altar, algumas pessoas na frente, e outras no fundo. Cada um, de um lado. Depois que se deu inicio, outra pessoa chegou, e ficou no meio da Igreja.

Naquele momento especial de oração, eu pude sentir que uma unção liberou, e o que nunca fiz, pude fazer. Tenho um receio em orar alto, porque algumas pessoas se importam no que eu oro, e provavelmente iriam se esforças para escutar. Não me importei, e orei o mais alto, liberando aquela unção que me ocorria no momento. Meu pastor entregou-me os nomes que estavam no caderno de oração, li todos, e orei por aqueles nomes. O Senhor me fez lembrar de um versículo interessante: “Então, se o meu povo, que pertence somente a mim, se arrepender, abandonar os seus pecados e orar a mim, eu os ouvirei do céu, perdoarei os seus pecados e sararei sua terra.” (II Crônicas 7:14). Conheço esse versículo, e ele me martelava, larguei os nomes e me arrependi dos meus pecados, então retornei a orar para os nomes. Uma coisa que nunca tinha me passado pela cabeça, é que de certa forma aquelas pessoas se alimentam do que eu ministro ali, fazem parte da minha terra. Então, foi que um amor tão grande senti, chorei. Nunca choro nem pela minha família, devia ser uma opressão não chorar, todos precisamos. Chorei e senti um amor muito grande por aquelas vidas.

Mais tarde, meu pastor no altar ligou o teclado, e começou a ministrar com seu instrumento. Me deu uma vontade imensa de cantar aquela canção. “Eterno Rei, exaltado nas alturas, glorioso no céu. Humilde vieste a Terra que criaste, por amor pobre se fez”. Abri a Bíblia em Crônicas 7 impulsivamente, obedeci ao instinto apenas para dar uma olhada no versículo que o Espírito Santo havia ministrado em mim. Encontrei uma promessa, tão real, que me emocionei muito lendo, não acreditava no que lia! Fui direto ao versículo, foi então que li:

“Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra. Estarão abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos à oração que se fizer neste lugar. Porque escolhi e santifiquei esta casa, para que nela esteja o meu nome perpetuamente; nela, estarão fixos os meus olhos e o meu coração todos os dias.” II Crônicas 7:14-16

Aleluia! Não tinha noção de que viria isso pela frente nesse capitulo! Não conhecia o capítulo, apenas o versículo. Foi então, que comecei a me lembrar de quando recebemos aquele salão, fomos orar e ungir com óleo o salão. Aquele lugar, a partir daquele momento, passava a ser do Senhor Jesus. Me arrepiei todo lendo aqueles versículos.

Chegando em casa, extasiado pela glória que foi, fui ler todo o capítulo e gostaria de ressaltar alguns versículos que me fizeram dar muitas glórias a Deus:

“Tendo Salomão acabado de orar, desceu fogo do céu e consumiu o holocausto e os sacrifícios; e a glória do Senhor encheu a casa. Os sacerdotes não podiam entrar na Casa do Senhor, porque a glória do Senhor tinha enchido a Casa do Senhor. Todos os filhos de Israel, vendo descer o fogo e a glória do Senhor sobre a casa, se encurvaram com o rosto em terra sobre o pavimento, e adoraram, e louvaram o Senhor, porque é bom, porque a sua misericórdia dura para sempre.” II Crônicas 7:1-3

A glória encheu! Sacrifícios de louvor no inicio, e a glória encheu aquele lugar. Pela graça de Jesus, podíamos entrar no “Santo dos santos” e adorar, a fumaça que nos escondia era nossa adoração, nosso louvor, nossa rendição, nossa insistência em adora-lO na hora da angustia, era nosso arrependimento, era nosso perfeito sacrifício de louvor.

“Assim, o rei e todo o povo consagraram a Casa de Deus. Os sacerdotes estavam nos seus devidos lugares, como também os levitas com os instrumentos músicos do Senhor, que o rei Davi tinha feito para deles se utilizar nas ações de graças ao Senhor, porque a sua misericórdia dura para sempre.” II Crônicas 7:6

Lembrei-me do meu pastor tocando aquelas notas, e eu, somente eu cantando bem alto. Foi profético, eu sou o ministro do louvor, e estava adorando ao Senhor sozinho com minha voz cantando aquela canção, todos os outros oravam, como se estivessem intercedendo para que minha adoração chega-se, para que nada pudesse me impedir. Estava ali para adorar, dando graças ao Senhor.

O Senhor Jesus abrirá nossos olhos espirituais para que vejamos o que fazer, agora me preparo para ir ministrar, e me sinto como no início, tomando banho pensei “parece aqueles primeiros dias de culto”, e agora escrevendo o texto, me lembrei daquela promessa, o Senhor estaria renovando e tomando para Ele aquele lugar, que Ele mesmo escolheu para que o povo que se chama pelo Seu nome se humilhe, ore, busque Sua face.

About these ads
  1. 28/08/2010 às 07:51

    Esse foi um dos melhores textos seu q eu li, realmente o Senhor só nos escuta quando nós estamos limpos e santos, e mtas vezes as pessoas oram, PEDEM e não veem nada aconteçer pq estavam em pecado e o Senhor ñ ouviu a sua oração, pra ser ouvido pelo Senhor, nós q já conheçemos a verdade, temos um certo “ritual” pra poder chegar no Santo dos Santos, como diz o versículo: “Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra…” pra estarmos pertinho do Senhor, conversando com o Senhor, precisamos de intimidade. pra chegar-mos face a face com o Senhor precisamos se humilhar, buscar, e nos converter dos nossos pecados e aí sim o Senhor nos ouvirá. Gosto muito do livro de Isaías e lá em Isaías 1 fala sobre isso, lá o Senhor fala q os nossos sacrifícios são mortos quando estamos sujos diante Dele, lá diz q quando nós estendermos as mãos pra Ele ele esconderá os olhos de nós e quando orarmos pra ele ele não ouvirá porque nossas mãos estão cheias de sangue (pecado) e lá no v16 diz: Lavai-vos, purificai-vos, tirai a maldade de vossos atos de diante dos meus olhos; cessai de fazer mal. e no v19 diz: Se quiserdes, e obedecerdes, comereis o bem desta terra. [acho q é só isso.. espero q seja útil pra alguém o comentário]. Paz.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: