Início > Estudos > Eleição 2010 – Brasil

Eleição 2010 – Brasil

Nesses tempos de eleições muitas coisas têm saído de controle por misturar religião e política. A Bíblia não dá conselho direto aos cidadãos que vivem na democracia. Paulo e Pedro insistiam para que as pessoas honrassem e se submetessem às autoridades, mas em uma cidadania, nós somos o rei. Não podemos ignorar o governo quando nós o formamos. E se o cristãos formam uma maioria, pelo que se vê, por que não ser uma maioria que forme o governo segundo a vontade do Pai?

Os cristãos não estão fazendo um bom trabalho de repassar a Graça ao mundo. A política racial e religiosa proibia que Jesus falasse com uma mulher samaritana, ainda mais com uma que tivesse antecedentes morais duvidosos. Ele, no entanto, escolheu uma mulher samaritana para ser missionária! Desacreditamos de muitos e julgamos ter o poder de decisão: “Porque eu votarei nesse, e sei que muitos votarão se eu declarar meu voto”. Coitados!

Desconfiamos da credibilidade de alguns candidatos, talvez aqueles que foram escolhidos para reinar segundo o coração de Deus, a favor do Seu povo. “Ame seus inimigos!” Quem é meu inimigo? Aquele que concorda com uma votação democrática acerca do aborto? Os favoráveis ao aborto? Se o meu ativismo, se minha religião, ainda que bem motivada, é maior que o amor, então eu entendi mal o Evangelho. Não voto, mas preciso amar! Julgar não é amar. Estou apaixonado pela Lei, e não pelo Evangelho!

Hillary Clinton foi pega de surpresa ao chegar a uma reunião, e receber o pedido de perdão por cristãs – verdadeiras cristãs -. “Estava preparada para tudo, menos para um pedido de perdão”. Ela foi criticada e julgada por muitos, e eles sem pedras na mão, voltaram e pediram perdão. Pediu que formassem mais grupos como aqueles, de preferência na idade de sua filha, pois ela não conhecia essa Graça que aquele grupo tinha oferecido para ela naquela manhã. O importante no cristão é reconhecer seu erro de desamor e não-graça, e atacar a ideia e não quem defende essa ideia.

Muito tem se falado sobre o aborto, nesse texto abordei dele também se não percebeu. Falei sobre os três principais candidatos à presidência e como devemos tratá-los. Esse texto, é o que eu profundamente acredito ser verdade.

Se permitirmos que uma mãe mate seu próprio filho, como tentaremos impedir que as pessoas matem umas as outras? Qualquer país que aceita o aborto não está ensinando seu povo a amar, mas usar a violência para obter o que deseja. As pessoas são incoerentes ao se preocupar com a violência, com as crianças famintas em lugares como a África, e não nos importamos apoiando a decisão de milhões de pessoas que escolhem matar seus filhos por escolhas errôneas e egoístas!   “Se não querem seus filhos, me entreguem. Cuidarei deles” Madre Teresa de Calcutá.

Bibliografia: Madre Teresa de Calcutá.

Categorias:Estudos
  1. 01/10/2010 às 03:19

    Parabééns garotho =)
    gosto demais dos seus textos, vc arrebenta.

  2. 01/10/2010 às 22:06

    bom d+ seus texto que Deus continue assim te abençoando

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: