Archive

Archive for the ‘Louvor e Adoração’ Category

Você é feliz? Parte 2

Fazemos as coisas da maneira que acreditamos ser certas. Existem dois extremos: Os que se preocupam extremamente com a excelência e os que fazem de qualquer maneira. Vou tratar dos que se preocupam muito. A preocupação em fazer que tudo saia perfeito, “para Deus”, às vezes atrapalha!

Lembro-me de uma vez, que tínhamos uma decisão a ser tomada. Gostaríamos de fazer daquela forma por ser uma maneira mais excelente, tornaria mais bonito visualmente e para nós. Era o que o Senhor queria! Mas na realidade, a resposta foi: Não! Foi de outra maneira, bem mais simples, e bem mais frutuosa!

Eu mesmo tinha preocupação em fazer grandes coisas para o Pai. Se fosse orar, era com as melhores palavras, daquelas que eu mesmo não entendo. Se fosse cantar, teria de ser a canção com as notas mais altas e uma música gospel. Para mim, Deus não ligava muito para as crianças, elas não conseguem fazer coisas com excelência. Ah, como eu me enganei… Enquanto estava eu ali fazendo e falando tanto, Deus estava se deliciando naquela criança que desenhava pra Ele…

Para mim, a religião era muito mais importante. Estar na Igreja todos os domingos era essencial. Mesmo se fosse para manter uma aparência, era como conseguir manter essa aparência para Deus também… Eu precisava estar participando da congregação aos domingos, eu precisava ser de uma religião, eu precisava viver como as pessoas daquela religião viviam e vivem até hoje. Para mim, Deus não ouvia a oração dos que não iam, como eu, na Sua casa aos domingos. Talvez em algum momento aprendi que quem não era crente, Deus não estava nem aí, eram endemoninhados, eram infelizes e Deus não fazia nada por eles…

Fazer as coisas como adulto era importante: Deus não ligava para coisas de criança. Deus não estava nem aí quando eu cantava, eu dizia que era pra Ele, mas no fundo acreditava que Ele nem ligava pra isso…

A alegria que só tem quem já conhece a Jesus tem quem só conhece a Ele, mesmo. Quem conhece Jesus sabe que Ele gosta quando você escreve pra Ele, Ele gosta quando você canta pra Ele, gosta quando você se importa em inclui-lO nas suas decisões, gosta quando você desenha pra Ele… Ele gosta, acredite. Falar com o Pai e contar como foi seu dia? Ele gosta também! Uma vez eu li “Como uma criança que ensina o Pai uma coisa que ele já sabe”…

Eu sei que vens agora mesmo a escrever sobre meu coração, pra lembrar-me quem Tu és…

Frutos que conhecerei só na Eternidade – Semeadores da Fé 2010

“Eu passaria uma noite inteira te adorar… Mas Tu me destes uma eternidade inteira pra adorar”

No dia 18/12 nos reunimos para adorar ao Senhor fora das quatro paredes, e com nosso testemunho de cristãos, sermos facilitadores do fluir de Deus no nosso bairro. Cremos na transformação de glória em glória do nosso bairro e há promessa de Deus para aqueles que foram chamados com um propósito. A promessa de Deus para os que aceitam esse chamado, é viver a vida de Deus, exalar o perfume dEle, e com isso converter almas para Cristo.

A ideia num contexto geral do “Semeadores da Fé” é trazer entretenimento e Cristo para as pessoas do bairro – alegria momentânea e a alegria duradoura. Brinquedos, doces, brincadeiras para as crianças, shows para os jovens e adultos… Todas as coisas possíveis gratuitas demonstrando o amor de Cristo (Mateus 9). Fomos chamados segundo um propósito e devemos honrá-lo. Inicialmente a ideia de um evento religioso em bairros tão difíceis (antes do nome do evento já tínhamos o local para a primeira edição) parecia uma coisa impossível de se acontecer. Mas como Deus faz infinitamente o que pedimos ou pensamos, tudo se fez.

No primeiro ano tivemos a companhia de pessoas especiais, que usadas por Deus trouxeram um novo foco de evangelismo e aumentou nosso amor à Igreja separada e escolhida. A Banda Canal da Graça é uma banda católica. Deus nos trouxe a paz exata em convidá-los. Isso trouxe revolta da maioria dos pseudo-cristãos, e até mesmo amigos meus se afastaram. Só que devemos estar cientes de quando aceitamos o chamado – “Eis-me aqui, envia-me a mim (Isaias 6:8) – precisamos fazer as renúncias que Ele pede, Ele sabe o que precisamos deixar, para lá na frente não nos machucarmos. Deus sabe o que faz.

Neste segundo fomos mais espirituais e crentes de que precisávamos de muita coragem e autoridade no Senhor. Uma semana antecedendo o Evento, muitas coisas aconteceram. Pela primeira vez eu podia afirmar com precisão: Se não fosse o Senhor, se não fosse Sua graça, nada do que seria feito, se fez.

Foram momentos preciosos, começamos a ministrar 20h com imagens da guerra no Rio, a invasão no Complexo do Alemão; o trafego de drogas… Cantamos o refrão: “Grandes coisas estão por vir, grandes coisas vão acontecer nesse lugar…” Depois bem grande no telão: “Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas sim poderosas em Deus para destruição das fortalezas! II Coríntios 10:4”. Começou a ministração com “Cordeiro e Leão”, “Preciso de Ti”, “Sobre as águas”. Fiquei feliz porque “Este é o Dia” e “Por tudo que Tu és” entraram na lista das canções, todo mundo curtiu e eu pude falar: “Celebra ai peão” rsss. Mostramos um filme do clipe “Faz chover” do Fernandinho, fiz uma montagem legal com o filme e o playback da canção e ficou demais. “Grandes Coisas” (canção do Evento!), “A glória do Pai” e “Canção do Apocalipse” para finalizar. Provavelmente, esqueci alguma música, mas foi tudo lindo, demais!

Não tem como escrever tudo aqui. Ouvimos alguns testemunhos ali na hora, mas havia muitas pessoas fora da quadra, sentadas na praça ouvindo e chorando! Frutos que apenas na Eternidade conheceremos, e ali adoraremos.

Oleiro

“Me rendo a Ti, trabalha em mim. Como um oleiro que não desiste do barro até ver, um vaso novo”

O Pai é assim, Ele não desiste, nós é que desistimos. Talvez por achar que está lento demais, ou dolorido demais… Não sei por que o ser humano tende a desistir de Deus por coisas pequenas! Não se lembra de como era sem Ele. E não tem a história de “ruim com Ele, pior sem Ele”! Com Ele é bom, e isso que nos mostra é o próprio Espírito. O Espírito não nos faz contentar com uma vida medíocre e manipulada por homens, mas dirigida por Ele. Ele não nos auxilia em aceitar as coisas como são Ele as transforma de glória em glória:

Com o Espírito Santo nós conseguimos ver as pequenas coisas que faz a diferença, as pequenas gotas de fidelidade e graça… Com o Espírito nós podemos nos mover segundo Ele, não nos deixando vulneráveis a ataques que venham tentar enganar de que antes era melhor, porque não era! Crentes sofrem por não ter o Espírito Santo.

A renúncia é o caminho para ser moldado. A renúncia traz morte, morte ao seu homem carnal. Morte traz dor, se dói mesmo, você está no caminho certo. Aquilo que você gosta muito, aquilo que você acha que não viveria sem… Sim, isso. Renuncia por amor. Jesus deixou toda a glória que Ele tinha à direita do Pai, e veio a esse mundo, para morrer por mim e por você. Ele sentiu a dor e o peso de todos os pecados do mundo. Eu penso que nenhuma renúncia será tão dolorida como essa!

O Oleiro amassa o barro, e com isso as impressões digitais ficam. Ser moldado é por meio de renúncia. O Amor desfaz por meio da renúncia, quebra por meio da renúncia e refaz por meio da renúncia. Com as impressões digitais do Oleiro no barro, mais o vaso tem a cara do Autor. E nós como barro, mas humanos, mais temos as características do grande Oleiro.

Insensato! o que tu semeias não é vivificado, se primeiro não morrer. 1 Coríntios 15:36

Assim, pois, qualquer de vós, que não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser meu discípulo. Lucas 14:33

Cordeiro e Leão

No dia 18/12 acontecerá o II Semeadores da Fé, estou muito feliz e satisfeito com tudo o que Deus tem feito e preparado para esse grande dia. Estamos finalizando o setlist, muitas músicas saíram, de 20 músicas preparadas, 8 ficaram. É bom poder ver o agir de Deus, e a certeza de que Ele realmente está direcionando pra tudo ser da vontade dEle. Agora, é tempo de recesso para ouvi-lO. Treinar os ouvidos espirituais!

A música de abertura é “Cordeiro e Leão”, nada melhor do que abrir o evento do que essa canção. Desde o ano passado já temos a confirmação de cantá-la, logo no dia seguinte ao I Semeadores (não sabíamos que teríamos outro) já queimava no nosso coração essa música. É um desafio cantá-la, minha amiga e irmã Julia fez questão de dizer que essa é dela! Foi uma confirmação e tanto, ela não gosta de músicas muito agudas e difíceis… rs

“Abaixar as armas l Levantar um som de alto louvor” um trecho da canção. É incrível como Deus usa os grandes e pequenos para fazer Seu querer. Me veio a ideia de fazer o vídeo dessa canção para a abertura com as imagens do Rio de Janeiro nesses últimos dias. O incrível, é que um grupo estará lá também agradecendo pela vitória – agradecendo! E nós aqui cantando essa letra profética! Jesuscidencia.

Abaixar as armas
Levantar o som de um alto louvor
Espada afiada em nossa boca é adoração
A vitória o Cordeiro conquistou no Monte Sião
Com o sopro de sua boca ele vem
Destruir o inimigo pra sempre

Ele reina, o nosso Deus reina
E ao som de seu louvor todos se prostrarão
É o rugido do Leão de Judá
E ao som de seu louvor fortalezas cairão
É o rugido do Leão de Judá

O nosso Deus reina

Digno de adoração
Cordeiro e Leão
Glória e honra e força
O poder, a riqueza e a sabedoria
A salvação pertence ao Senhor nosso Deus
Que se assenta no trono!

 

Eu não tenho, e nem quero!

“Eu não tenho outras escolhas, pra fazer, meu Senhor. Eu não tenho e nem quero nada, que possa roubar Teu trono em meu coração, que é só Teu…”

Conheço essa música há muito tempo, mas fielmente peguei o CD para analisar. As músicas da Pra Ludmila Ferber é como xerox de nossas almas, escritas naturalmente, sem a aparente pretensão de se tornar uma música. Se cantamos essa canção, ou falamos isso, precisamos vive-la:

Eu teria muitas escolhas. Falamos muito de renúncia, mas vivemos pouco! A renúncia dói! Quem faz a renúncia, não tem tanta alegria em espalhar a notícia, pois só quem tem o Espírito Santo é capaz de fazer uma renúncia por Cristo, e não por você mesmo. Teríamos muitas escolhas a fazer: “Faltar da Igreja, não atender ao chamado do Senhor na madrugada, escolher o twitter do que o Senhor, ” Mas nós escolhemos não fazer e não ter essas outras escolhas! Renunciamos as outras escolhas!

O princípio é esse: De tanta certeza e força para resistir ao diabo, é cantar: “Eu não tenho outras escolhas pra fazer…”, por que eu não tenho mesmo, escolhi não as ter! Eu não tenho essas escolhas e nem quero nada que possa roubar essa certeza, nada que possa roubar essa confiança, porque renunciar vontades por amor a uma pessoa é confiança de que essa pessoa fará tudo por você, muito melhor do que você faria. O trono dessa Pessoa está em seu coração?! Ou com o tempo roubaram?

“Toma Teu Trono, toma Teu Trono, toma Teu Trono em mim…”

Ainda existe essa cruz…

Vamos fazer uma coisa, preciso deixar o conforto de lado, correto? Sim, mais que isso, ser marcado.

Eu te garanto ser um grande passo se você, meu amigo, também gostaria de ser mudado, marcado e nunca mais ser o mesmo. No meu caso, por exemplo, ministro louvor na Igreja liderando a adoração quando estou presente nos cultos, e hoje um romper de Deus me fez largar um estilo e descambar para o estilo dEle.

As vezes nem é um estilo errado, as vezes nem é realmente o estilo do grupo/ministério que você admira, são pitadas de coisas fofas e melancólicas – depende do seu gosto e preferência, o mercado gospel te supre! – que existem nas ministações e CDs do grupo. Pode ser que o ministério tenha seus momentos de ainda existe uma cruz, mas você prefere cantar o tal do preciso de Ti – meu caso -, entende?

Bora ao grande passo: deixe de ser ‘ministrado’ várias vezes por esse ministério, e seja abençoado por outros. Um grande passo para a mudança e renovação espiritual, resulta uma aproximação do Senhor. Aí no final você cantará que ainda existe uma cruz, que precisa do Senhor, que ainda é tempo de voltar e recomeçar e que sua vitória tem sabor de mel.

Parabéns Templo da Fé!

Oi gente,

Nesse sábado, foi o aniversário do Templo da Fé, e aconteceu um culto especial para celebração de dois anos do ministério. A celebração começou as 18h30, e começamos com Preciso de Ti, clássica que não poderia faltar. Senti que deveríamos começar assim mesmo. Para iniciar, o pastor deu as boas vindas, e iniciamos com essa canção, e depois dela, uma longa oração para que nada pudesse nos impedir de adorar ao Senhor naquela noite tão especial. Depois, fomos para “Tempo de Festa”, nunca tínhamos cantado, mas a igreja recebeu muito bem a música (risos)! O quebrantamento chegou quando cantamos “Vim para adorar-Te, vim para prostrar-me, vim para dizer que és meu Deus”. As pessoas entenderam o porque de ir ali, e que Deus faria muito mais naquela noite!

O louvor foi fluindo super bem. Um dos melhores momentos foi a ministração de “Serás sempre Deus” que foi o estopim para que todos se rendessem a Jesus, apesar de dores e medos! “Águas Purificadoras” quem tomou a frente foi a Julia, voz ungidíssima! Depois oramos e foi um dos momentos mais especiais também. Naquela hora o Senhor me deu direções específicas mesmo, do que orar e ministrar para aquelas pessoas: o pecado. Sobre a insistência em errar o alvo, pedir perdão, mas não se purificar e renovar o contato com Deus diariamente, e perder o controle novamente. Corações frios que não se abriam para o Senhor Jesus, eu sei que foram restaurados durante aquela canção.

Chamei todas as crianças à frente, elas iriam também apresentar uma canção. Na quinta, eu tinha feito uma visita pra elas, e gravado alguns testemunhos, vários! No inicio, tive que trabalhar muito com elas pra se soltarem e falarem comigo para compartilhar sobre o que Deus tem feito em suas casas. Depois, elas se soltaram e se animaram para testemunhar! Chamei-as, e cantei “Teu amor me desfaz l Teu amor me refaz l Quebra tudo e faz de novo l E de novo l Teu amor me refaz”, depois soltaram os testemunhos delas, e como foi lindo! Testemunhos intensos e verdadeiros, Deus usa realmente as crianças!

No final, cantamos “Apocalipse 4”, com “Canção do Apocalipse”. Foi lindo, houve também uma boa receptividade com essa canção. Vários países já cantam essa canção, e foi a vez do Templo da Fé cantar também.  Depois, tivemos uma participação super especial de Beth Rocha, minha professora de canto, que é uma benção! Ela é muito especial para mim! Quando ela ministra, nós vemos Jesus nela, é muito bom ouvi-la cantando e ministrando. Fechamos aquele tempo assim, todos extasiados pelo Senhor, e com muita fome, comemos muito depois. Eu não comi lá, mas cheguei em casa, depois que diminuiu a adrenalina, eeeeeeeeeita!

%d blogueiros gostam disto: